riscos ambientais – SOGI
×

ISO 14001: Aspectos e Impactos e levantamento de Riscos e Oportunidades

Como atender aos seus aspectos e impactos ambientai conforme a nova versão da norma ISO 14001 e ainda realizar a identificação dos riscos e oportunidades do seu negócio?

Um sistema de gestão ambiental (SGA) é uma via de mão dupla, no que diz respeito a trazer benefícios para a empresa. O SGA existe para auxiliar as organizações no planejamento de ações, a fim de prevenir e controlar impactos significativos que possam vir impactar no meio ambiente. Embora, também, auxilie no atendimento dos requisitos legais e no gerenciamento de riscos, aumentando assim a produtividade e, por consequência, os lucros. Em outras palavras, o SGA faz com que a organização beneficie o meio ambiente e, em contrapartida, também seja beneficiada.

ISO 14001: implementação de um sistema de gestão

A ISO 14001 é uma das normas essenciais para a implementação de um bom SGA, pois possui todas as diretrizes para que o sistema seja abordado corretamente — e tem a vantagem de ser uma norma, facilmente integrável às outras normas. Além disso, a empresa que possui o selo ISO 14001 demonstra seu comprometimento para com as práticas sustentáveis e padrões internacionais de gestão ambiental.

Você já sabe que de tempos em tempos todas as normas ISO passam por revisões periódicas, a fim de absorver as exigências  mais recentes do mercado. Com a ISO 14001, não foi diferente. Seu processo de revisão foi iniciado em 2012 e teve como base um documento elaborado pela ISO chamado Anexo SL, o qual fornece uma estrutura única para todas as normas de Sistema de Gestão, integrando todas as outras normas de forma facilitada.

A revisão mais recente é a ISO 14001:2015, e ela reforça a necessidade de identificação de aspectos e impactos ambientais, principalmente sob a perspectiva de ciclo de vida do produto (ou seja: a vida do produto desde a aquisição de matéria-prima, passando pelo desenvolvimento, produção, distribuição, uso e até a destinação final).

Outro destaque nessa revisão é que a organização deverá demonstrar que identificou os riscos e oportunidades — devem ser analisados sob o prisma dos aspectos ambientais e também dos requisitos legais — capazes de influenciar no alcance dos resultados pretendidos, e também os fatores externos e internos relacionados ao contexto da organização e aos requisitos relevantes das partes interessadas.

Você compreende bem os riscos e oportunidades de sua organização?

De acordo com a nova atualização da 14001:2015 é necessário identificar todos riscos e oportunidades em sua empresa, principalmente aqueles que envolvem aspectos ambientais e requisitos legais.

O item 6.1.3, por exemplo, diz que “toda organização deve determinar e ter acesso aos requisitos legais e a outros requisitos relacionados a seus aspectos ambientais, determinando como tais requisitos impactam na organização, além de levar estes e outros requisitos em consideração quando for estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente seu sistema de gestão, através de informação documentada”.

Nunca é demais lembrar que o risco causa o efeito de incerteza, e o levantamento de riscos tem caráter majoritariamente preventivo. No caso da gestão ambiental, a análise de risco é extremamente importante, pois prevenção é a palavra-chave quando falamos em meio ambiente.

A gestão de um acidente ambiental é muito complicada e na maioria das vezes tem efeitos irreversíveis, portanto é preciso analisar todos os riscos com minúcia. Além do mais, a legislação ambiental no Brasil é bastante rígida e por isso se faz necessário adotar uma série de controles para manter o compliance.

Quanto às oportunidades, quando identificadas corretamente, elas permitem um crescimento contínuo e saudável de qualquer organização. No caso da gestão ambiental, é possível, por exemplo, realizar o aproveitamento de resíduos e a partir daí criar novos negócios (que podem se revelar um tanto lucrativos). As possibilidades são infinitas, mas só um trabalho personalizado pode apontar o que é melhor para sua empresa.

Os riscos e as oportunidades relacionados aos aspectos ambientais podem ser determinados no processo da avaliação de significância, como um processo único ou de forma separada.

Mas, como realizar a análise de riscos e oportunidades de maneira detalhada e precisa? Com um software de gestão especialmente voltado para tal função.

Como o Módulo GAIA auxilia na avaliação de seus Aspectos e Impactos?

O módulo GAIA (Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais), um software desenvolvido pela Verde Ghaia, facilita imensamente o gerenciamento de todos os aspectos e impactos ambientais de sua organização. Ele auxilia na avaliação dos impactos ambientais e na criação de planos de ação voltados para a melhoria e adaptação às exigências legais.

Através de uma metodologia especialmente desenvolvida, o Módulo GAIA identifica a significância dos aspectos e dos impactos ambientais aplicáveis à sua organização, bem como a correlação de todos eles com a legislação. Em outras palavras, a cada aspecto registrado no sistema, automaticamente surge a listagem de requisitos que devem ser cumpridos, inclusive com dados imprescindíveis, como as datas de expiração das licenças.

O sistema vincula todos os requisitos aplicáveis àquele aspecto e os vincula à sua planilha GAIA de forma prática e ágil.

O Módulo GAIA também oferece o procedimento e os critérios de identificação, informa se o aspecto e impacto ambiental são significativos, quais são os riscos para o seu negócio, identifica de forma clara os aspectos que necessitam de controle operacional a fim de reduzir suas ocorrências e é um suporte para a criação e gerenciamento de planos de ação para cada aspecto em sua atividade e processos.

O que o Módulo GAIA oferece para a sua Gestão?

Além disso, o Módulo GAIA possui outros diferenciais:

  • Armazena informações e históricos.
  • Oferece uma interface amigável para visualização das planilhas.
  • Gera relatórios e gráficos gerenciais, realizando o envio automático para o e-mail dos interessados, sempre mostrando o status dos planos de ação.
  • Detém maior agilidade nos controles e possibilidade de controle centralizado.
  • Organiza a gestão de todos os itens do Levantamento de aspectos e Impactos: área, processo, atividade e medidas de controle.
  • Gerencia os riscos e oportunidades dos processos e operações, relacionando-os aos aspectos e impactos.
  • Relaciona suas atividades finais e suas possíveis consequências de acordo com aspectos e impactos ambientais.
  • Gera a análise de riscos e ciclo de vida dos produtos e relatórios gerenciais.
  • Permite o controle das permissões de acessos dos usuários e das alterações nas planilhas.
  • 100% de confidencialidade e segurança da informação.
  • Sistema online, sem necessidade de instalação, com acesso em período integral de qualquer lugar do mundo

Com todas as informações pertinentes inseridas, o Módulo GAIA é capaz de responder a milhares de perguntas, tais como:

  • Quais são os aspectos/impactos significativos em minha atividade?
  • Meus controles estão sendo eficazes?
  • Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?
  • Há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos?

Só o Módulo GAIA assegura um rígido de controle de todos os aspectos e impactos ambientais, garantindo à gestão ambiental o máximo de precisão e evitando que sua empresa tenha surpresas desagradáveis junto à lei.

Implantação de um Sistema de Gestão Ambiental

Mesmo que sua empresa não esteja visando exatamente conquistar um selo ISO, ela deve realizar o levantamento ambiental, uma vez que qualquer atividade humana, sem exceção, deixa marcas no meio ambiente (sendo que algumas geram mais impactos do que outras).

Por isso, a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental deve ser o primeiro passo para atingir o desenvolvimento sustentável, convergindo os interesses técnicos, econômicos e comerciais ao bem-estar ambiental e à redução dos impactos significativos causados pela ação do homem.

Saiba mais sobre o Módulo GAIA.

Fale conosco!

Monitore Planos de Ação de Aspectos e Impactos Ambientais

Você certamente, já sabe que um sistema de gestão ambiental – SGA implementado corretamente auxilia qualquer tipo de empresa, grande ou pequena, no planejamento de ações para prevenir e controlar impactos significativos que suas atividades que possam causar ao meio ambiente. E, que além disso, contribui com o atendimento dos requisitos legais e no gerenciamento de riscos.

Muito provavelmente, você também tem ciência de que a norma ISO 14001:2015 é extremamente útil no ato da implementação de um SGA, pois traz todas as diretrizes necessárias para realizar o processo com destreza.

A partir das informações acima, hoje vamos ser mais específicos e falar sobre o item 6.1.4 da norma ISO 14001:2015, o qual diz respeito à identificação e planejamento de ações para definir a tomada de ações na abordagem dos aspectos ambientais significativos de uma organização.

Como identificar seus Aspectos Ambientais

Muitas vezes, a empresa até consegue identificar corretamente seus aspectos ambientais, bem como seus respectivos impactos, riscos e oportunidades. Contudo, a falha se revela no momento de realizar o planejamento das ações, visto que o objetivo é o de minimizar/mitigar tais riscos ou realizar o melhor aproveitamento das oportunidades, principalmente no que diz respeito ao ordenamento dos processos, prazos e funcionários envolvidos.

Se os setores de uma empresa não se organizarem numa estrutura de sistema de gestão, possivelmente, você sabe o que poderá acontecer, ou seja, tudo vira um “jogo de empurra-empurra” no qual não se sabe quem ficou designado a fazer o quê. Esse é um daqueles casos em que nada vale conhecer o problema, se não houver a ação correta para abordá-lo. Sendo assim, pode ser necessário recorrer a ajuda.

Partindo dessa visão de “empurra-empurra” e sabendo que o sistema de gestão não pode ficar esquecido, posto que os planos de ações devem ser colocados em prática, o sistema Online de Gestão Integrada – SOGI, através do Módulo GAIA, visa resolver esse tipo de problema.

E é sobre ele que apresentaremos as propostas de soluções para seja possível realizar a identificação e planejamento de ações, e assim conseguir atender seus requisitos legais e gerenciar seus riscos.

Então vamos, lá!

GAIA – Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais

O Módulo GAIA (Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais) permite a criação de ações específicas para cada aspecto identificado. Você registra os dados de sua empresa no sistema, e a partir daí o Módulo GAIA identifica todos os aspectos e impactos a serem observados e define cada etapa do trabalho, segmentando cada ação e nomeando os responsáveis por cada uma delas.

Ao mesmo tempo, que o GAIA te permite monitorar o prazo de vencimento de cada marco, permite também avaliar a eficácia de tudo o que foi feito e assim, habilitando alertas de recorrência de problemas, caso seja necessário.

Através de uma metodologia desenvolvida por especialistas da Verde Ghaia, o Módulo GAIA auxilia na identificação e na significância dos aspectos e impactos ambientais aplicáveis à sua organização, bem como realiza a correlação de todos eles com a legislação. Dessa maneira, o gestor sempre receberá alertas sobre licenças prestes a expirar ou sobre requisitos em não conformidade.

E para alcançar uma gestão eficiente, a ferramenta proporciona procedimentos e critérios de identificação, avaliando a gravidade de cada aspecto e impacto e definindo qual ocorrência necessita de controle operacional.

Diferenciais do GAIA

O Módulo GAIA possui uma estrutura robusta, de modo que o usuário possa gerenciar seus dados conforme as necessidades de cada gestor. Com isso, apresentamos a você alguns diferenciais que o Módulo GAIA oferece a sua Gestão:

  • Armazenamento de informações e históricos.
  • Propõe uma interface amigável para visualização das planilhas.
  • Gera relatórios e gráficos gerenciais, realizando o envio automático para o e-mail dos interessados, sempre mostrando o status dos planos de ação.
  • Detém maior agilidade nos controles e possibilidade de controle centralizado.
  • Organiza a gestão de todos os itens do Levantamento de aspectos e Impactos: área, processo, atividade e medidas de controle.
  • Gerencia os riscos e oportunidades dos processos e operações, relacionando-os aos aspectos e impactos.
  • Relaciona suas atividades finais e suas possíveis consequências de acordo com aspectos e impactos ambientais.
  • Gera a análise de riscos e ciclo de vida dos produtos e relatórios gerenciais.
  • Permite o controle das permissões de acessos dos usuários e das alterações nas planilhas.
  • 100% de confidencialidade e segurança da informação.
  • Sistema online, sem necessidade de instalação, com acesso em período integral de qualquer lugar do mundo.

Que tipo de suporte, o GAIA oferece?

Com todas as informações pertinentes inseridas, o Módulo GAIA é capaz de responder a milhares de perguntas. Além disso, você conseguirá obter dados relevantes para sua gestão. A título de exemplificação, há algumas perguntas que o GAIA responde, por exemplo:

  • Quais são os aspectos/impactos significativos em minha atividade?
  • Meus controles estão sendo eficazes?
  • Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?
  • Há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos?

Converse com a nossa equipe para saber mais sobre os resultados que o Módulo GAIA pode oferecer à sua Gestão.

Fale conosco!


Temos um suporte completo para a criação e gerenciamento de planos de ação para cada aspecto, relacionado à sua atividade e processos, garantindo à sua gestão ambiental o máximo de precisão.


GAIA: relacione seus requisitos legais aplicáveis

São oito da manhã de uma segunda-feira sua empresa recebe um visitante. Um fiscal do IBAMA. Ele deseja conferir a situação das licenças de instalação e operação. Você sabe que sua licença de operação está em dia, mas não tem muita certeza sobre a licença de instalação. Você andou pedindo à sua equipe que conferisse todas as licenças — “Mas são tantas tarefas, tantos requisitos para acompanhar, tantas leis, tem hora que não dá tempo ou as informações se perdem!”.

Eis que você descobre que sua licença expirou há uma semana. Não há o que fazer, senão receber a multa com resignação.

Gerencie seus Aspectos e Impactos com segurança

Esse tipo de problema, como mencionada acima, pode ser facilmente evitado com o módulo GAIA (Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais), um software desenvolvido pela Verde Ghaia para facilitar o gerenciamento de todos os aspectos e impactos ambientais de sua organização. Ele auxilia na avaliação dos impactos ambientais e na criação de planos de ação voltados para a melhoria e adaptação às exigências legais.

Através de uma metodologia especialmente desenvolvida, o módulo GAIA identifica a significância dos aspectos e dos impactos ambientais aplicáveis à sua organização, bem como a correlação de todos eles com a legislação.

Em outras palavras, a cada aspecto registrado no sistema, automaticamente surge a listagem de requisitos que devem ser cumpridos, inclusive com dados imprescindíveis, como as datas de expiração das licenças. O sistema vincula todos os requisitos aplicáveis àquele aspecto e os vincula à sua planilha GAIA de forma prática e ágil.

SOGI GAIA: procedimentos e critérios de identificação

O software também oferece o procedimento e os critérios de identificação, informa se o aspecto e impacto ambiental são significativos, quais são os riscos para o seu negócio, identifica de forma clara os aspectos que necessitam de controle operacional a fim de reduzir suas ocorrências e é um suporte para a criação e gerenciamento de planos de ação para cada aspecto em sua atividade e processos.

Lembrando que o item 6.1.3 da nova versão da Norma 14001:2015 diz que toda organização deve determinar e ter acesso aos requisitos legais e outros requisitos relacionados a seus aspectos ambientais, determinar como tais requisitos impactam na organização, além de levar esses e outros requisitos em consideração quando for estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente seu sistema de gestão, através de informação documentada.

Na visualização da planilha, aparecerá um campo específico onde é possível abrir e visualizar os textos de todos os requisitos vinculados.

Diferenciais do Módulo GAIA – SOGI

Além disso, o Módulo GAIA possui outros diferenciais:

  • Armazena informações e históricos.
  • Oferece uma interface amigável para visualização das planilhas.
  • Gera relatórios e gráficos gerenciais, realizando o envio automático para o e-mail dos interessados, sempre mostrando o status dos planos de ação.
  • Detém maior agilidade nos controles e possibilidade de controle centralizado.
  • Organiza a gestão de todos os itens do Levantamento de aspectos e Impactos: área, processo, atividade e medidas de controle.
  • Gerencia os riscos e oportunidades dos processos e operações, relacionando-os aos aspectos e impactos.
  • Relaciona suas atividades finais e suas possíveis consequências de acordo com aspectos e impactos ambientais.
  • Gera a análise de riscos e ciclo de vida dos produtos e relatórios gerenciais.
  • Permite o controle das permissões de acessos dos usuários e das alterações nas planilhas.
  • 100% de confidencialidade e segurança da informação.
  • Sistema online, sem necessidade de instalação, com acesso em período integral de qualquer lugar do mundo

Com todas as informações pertinentes inseridas, o software é capaz de responder a milhares de perguntas, tais como:

  • Quais são os aspectos/impactos significativos em minha atividade?
  • Meus controles estão sendo eficazes?
  • Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?
  • Há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos?

Só o Módulo GAIA assegura um rígido de controle de todos os aspectos e impactos ambientais, garantindo à gestão ambiental o máximo de precisão e evitando que sua empresa tenha surpresas desagradáveis junto à lei.

Fale conosco e agende uma demonstração do Módulo GAIA – SOGI!


Módulo GAIA: Levantamento de Aspectos e Impactos

Hoje, é inadmissível que empresas negligenciem suas responsabilidade para com o Meio ambiente. É essencial estabelecer formas de gestão com objetivos explícitos de controle da emissão de poluentes, das taxas de efluentes, e principalmente de prevenção de acidentes ambientais, monitorando e minimizando os impactos ao máximo, e também otimizando o uso de recursos naturais.

Levantamento dos Aspectos e Impactos Ambientais

1.Mas o que é exatamente o levantamento dos aspectos e impactos ambientais?

Em primeiro lugar, os aspectos ambientais são por definição todas as interações entre as operações de uma empresa e o Meio ambiente, sejam elas maléficas ou benéficas. Como exemplo, podemos citar a extração de minérios ou a utilização de energia solar.

Já os impactos ambientais, são todas as possíveis modificações causadas ao Meio ambiente pelas operações de uma empresa. Alguns exemplos são a emissão de gases poluentes ou a construção de uma barragem, que certamente afeta a fauna e a flora de sua localidade.

Identificação dos Aspectos Ambientais: análise das entradas e saídas

A identificação dos aspectos ambientais é feita através da análise das entradas e saídas de cada atividade. Logo, para cada aspecto ambiental identificado, serão relacionados seus respectivos impactos, isto é, as potenciais consequências ao Meio ambiente.

O levantamento ambiental tem como objetivo identificar e minimizar os efeitos dos aspectos e impactos ambientais. A gestão deve fazer o possível para tentar prever todas as situações que, se não controladas, podem acarretar no descumprimento dos objetivos ambientais da empresa e da legislação aplicável. Sua finalidade é buscar as melhores práticas socioambientais para gerenciar seus processos.

Depois que a empresa identifica todos os aspectos e impactos significativos, ela então deve estabelecer seus controles operacionais a fim de minimizar esta relação.

A norma ISO 14001:2015, por exemplo, propõe que a organização estabeleça e mantenha procedimentos a fim de identificar potenciais acidentes e situações de emergência, bem como previna e mitigue os impactos ambientais que possam estar associados a eles. É uma certificação que, para ser conquistada, exige um cumprimento rígido de vários requisitos ambientais.

Mas mesmo que não esteja visando conquistar um selo ISO, toda empresa deve realizar o levantamento ambiental, afinal qualquer atividade humana, sem exceção, deixa marcas no Meio ambiente. A diferença é que algumas vão gerar mais impactos do que outras.

A legislação ambiental brasileira também tem impulsionado para que as empresas colaborem, adotando medidas cada vez mais rigorosas para preservar o ecossistema brasileiro. A Lei 9.605/98 (Lei de crimes Ambientais) é uma que visa prevenir impactos de grande magnitude, aplicando penalizações rigorosas ao empreendimento que descumpri-la. Tais medidas também podem ser consideradas controles operacionais, pois também miram prevenir e minimizar os impactos nocivos ao Meio ambiente.

Implantação de um Sistema de Gestão Ambiental

A implantação de um Sistema de Gestão Ambiental é o primeiro passo para atingir o desenvolvimento sustentável, convergindo os interesses técnicos, econômicos e comerciais ao bem-estar ambiental e à redução dos impactos significativos causados pela ação do homem.

A implementação de uma gestão direcionada não só permite o alcance da excelência ambiental, como também traz uma otimização aos processos de uma companhia, reduz custos em relação a desperdícios (como no consumo de energia e matéria-prima), e ao mesmo tempo melhora a imagem da empresa junto aos clientes, investidores, fornecedores e entidades regulamentadoras.

Especificações da ISO 14001:2015

A NBR ISO 14001:2015 especifica os requisitos para um Sistema de Gestão ambiental que uma organização pode usar para aumentar seu desempenho ambiental. O SGA auxilia as organizações a gerenciar suas responsabilidades ambientais de uma forma sistemática, que contribua para o pilar ambiental da sustentabilidade.

Além de demostrar preocupação com o uso consciente dos recursos ambientais, as empresas Sustentáveis reduzem seus custos, evitam desperdícios, reutilizam materiais que antes eram descartados (subprodutos), aumentando seus lucros.

Atualmente, as empresas mais sustentáveis são reconhecidas anualmente pela Revista canadense Corporate Knights. A revista é responsável por publicações especializadas em responsabilidade social e desenvolvimento sustentável.


Para saber mais a respeito de Como Implementar um SG Ambiental, entre em contato com um de nossos Consultores para tirar suas dúvidas!


Como elaborar uma Gestão Estratégica baseada em riscos?

Dada as novas exigências, a gestão dos riscos (sem esquecer que as oportunidades também devem ser consideradas) deve ser feita de maneira estratégica e operacional, contando com o compromisso e a participação de todos os níveis e funções da organização. Os passos essenciais a serem seguidos são os seguintes:

Passo 1 – Planejar a gestão de riscos: 

Aqui são definidos como será feito, quem será responsável, como as atividades serão conduzidas, por exemplo.

Passo 2 – Identificar os riscos

Uma primeira identificação pode ser dividida em riscos de saúde e segurança do trabalho, riscos ambientais, riscos de crédito, riscos financeiros ou qualquer outro risco que se enquadre na atividade da sua empresa.

Identificar quais os riscos que a sua empresa está sujeita é de extrema importância. Vale todos, sejam especulativos, de impacto positivo ou negativo. Alguns já foram listados acima e podem te ajudar a realizar esta etapa. Além disso, ao identificar os riscos, sejam internos ou externos, você também encontrará as oportunidades do que pode ser melhorado em seu negócio.

Quanto mais detalhada esta fase, melhor será o desempenho de seu sistema de gestão de riscos. E nunca se esquecer de olhar também os requisitos legais aplicáveis a seu negócio.

Alguns pontos que devem ser considerados nesta etapa, seguindo as orientações da norma ISO 45001, são:

Contexto da organização: aqui deve ser olhado para as questões internas e externas. Uma ferramenta para te auxiliar é a análise SWOT, já que ela permite identificar os pontos fortes e as fraquezas (questões internas) e as oportunidades e ameaças (questões externas).

Partes interessadas: identificar quem são e quais suas necessidades e expectativas, bem como quais estão relacionadas a requisitos legais;

Escopo do sistema de gestão

Como fazer uma gestão estratégica de riscos

Perigos: os perigos também devem ser identificados, tais como: como o trabalho é organizado, fatores sociais, liderança e cultura da organização; atividades e situações de rotina e não rotineiras; incidentes anteriores relevantes; potenciais situações de emergência; pessoas no local de trabalho e vizinhança; questões relacionadas a situações não controladas e mudanças, entre outros, de acordo com a atividade da sua organização.

Passo 3 – Realizar uma análise qualitativa e quantitativa dos riscos

Depois de conhecer os tipos de riscos que sua empresa pode possuir, é fundamental que os riscos sejam quantificados e qualificados. Um primeiro passo é classificar estes riscos entre aqueles que:

  • tem chance muito remota de ocorrer;
  • provavelmente não vai ocorrer, mas pode ser que aconteça;
  • a chance de ocorrer são muito baixas, mas sua existência não pode ser ignorada;
  • tem boa chance de acontecer; e
  • provavelmente vai acontecer, às vezes mais de uma vez.

Após essa prévia classificação por tipo de risco, é importante definir a gravidade das consequências de cada um deles, para saber quais devem ser tratados como prioridade em uma gestão de riscos.

Para essa análise é importante considerar por exemplo o grau de dano ao meio ambiente (perda irreparável, média ou quase nenhum impacto?), aos colaboradores (podem causar a morte, incapacidade total, parcial ou leve?), às instalações e equipamentos da empresa (corre o risco de perder tudo, ou a perda é parcial ou leve?) e à saúde financeira da empresa (os prejuízos serão elevados, médios ou pequenos?).

A quantificação dos riscos e oportunidades auxilia na priorização de ações, ou seja, o que será tratado a curto, médio e longo prazo.

Passo 4 – Planejar a resposta aos riscos

Aqui são definidas quais ações serão tomadas para mitigar ou eliminar os riscos identificados nos passos acima. É o plano de ação, que dará prioridade aos riscos que poderão causar os maiores impactos a seu negócio.

 Para esta etapa devem ser avaliados os limites e a aplicabilidade do sistema de gestão.

Passo 5 – Monitorar e controlar os riscos

Neste passo, o plano de ação é implementado e é feito o seu monitoramento, bem como a identificação de novos riscos e também a avaliação da eficácia dos processos de tratamento dos riscos e sua análise crítica.

 É importante que sua empresa mantenha toda a informação documentada, sejam documentos ou registros para assegurar que o plano de ação ocorrerá conforme o planejado.

Quando fazer gestão de riscos?

Onde fazer a gestão de riscos?

A gestão de riscos pode ser feita para processos, requisitos legais, aspectos e impactos e para o próprio negócio. Quando for para processos, é importante identificar todas as atividades realizadas em cada processo, a fim de identificar as oportunidades e os riscos.

A gestão de riscos para requisitos legais refere-se ao levantamento das legislações pertinentes para a atividade da sua empresa.Se for uma gestão para aspectos e impactos, serão analisados os aspectos e os impactos das atividades e/ou dos processos da sua organização.

Quando a gestão de riscos é para o seu negócio como um todo, então é feito o planejamento estratégico, levando em conta o mercado, a tecnologia, os recursos financeiros, os recursos intelectuais, os recursos humanos e as expectativas passadas, presentes e futuras.

Os benefícios de uma gestão de riscos eficaz para você e sua empresa

  • Proteja seu negócio;
  • Evite perda de valor da empresa devido à ocorrência de crises;
  • Previna e possa prever instabilidades corporativas;
  • Trate as incertezas e os riscos e oportunidades a elas relacionadas;
  • Melhore o relacionamento com as partes interessadas;
  • Maximize o aproveitamento das oportunidades positivas de ganhos;
  • Aumente a probabilidade de atingir os objetivos;
  • Estimule uma gestão proativa;
  • Esteja atento para a necessidade de identificar e tratar os riscos através de toda a organização;
  • Melhore a identificação de oportunidades e ameaças;
  • Melhore o reporte das informações financeiras;
  • Estabeleça uma base confiável para a tomada de decisão e o planejamento;
  • Melhore os controles;
  • Aloque e utilize eficazmente os recursos para o tratamento de riscos.

Uma gestão de riscos eficaz permite que sua empresa:

  • Tenha vantagem competitiva;
  • Esteja mais preparada para se antecipar a problemas;
  • Por saber se antecipar a problemas, estará mais sólida e será mais valiosa aos olhos do mercado;
  • Melhore o planejamento estratégico;
  • Melhore a performance e a produtividade;
  • Atenda às normas internacionais e requisitos legais e regulatórios pertinentes;
  • Melhore a governança;
  • Melhore a confiança das partes interessadas;
  • Melhore a eficácia e a eficiência operacional;
  • Melhore o desempenho em saúde e segurança, bem como a proteção do meio ambiente;
  • Melhore a prevenção de perdas e a gestão de incidentes;
  • Minimize perdas;
  • Melhore a aprendizagem organizacional;
  • Desenvolva uma mentalidade de risco na rotina operacional; e
  • Aumente a resiliência da organização.

Quer saber mais sobre Gestão de Riscos? Fale conosco!