aspectos e impactos ambientais – SOGI
×

Módulo Gaia: atenda as exigências da Norma ISO 14001:2015!

Hoje, é inadmissível que empresas negligenciem suas responsabilidade para com o Meio ambiente. É essencial estabelecer formas de gestão com objetivos explícitos de controle da emissão de poluentes, das taxas de efluentes, e principalmente de prevenção de acidentes ambientais, monitorando e minimizando os impactos ao máximo, e também otimizando o uso de recursos naturais.

Empresas que desejam ser consideradas transformadoras e se destacar no mercado devem assumir suas responsabilidades legais. E para isso, o uso de ferramenta de gerenciamento e monitoramento de requisitos legais aplicáveis é fundamental. Por isso, a Verde Ghaia criou e desenvolveu o Módulo GAIA para ajudar no gerenciamento de Aspectos e Impactos ambientais com responsabilidade e compromisso social.

Conheça um pouco da ferramenta. Preparamos algumas perguntas e respostas sobre as funcionalidades da ferramenta. Boa leitura!

Quais pontos são importantes para fazer o levantamento ambiental?

Elaboração de critérios: Deve-se definir quais critérios farão parte do levantamento. Isso vai depender muito do tipo de organização, de seu ramo de atividade, de sua política ambiental e de seus objetivos. Antes de coletar quaisquer dados, recomenda-se a elaboração de uma listagem a mais ampla possível (embora não tão longa a ponto de se tornar exaustiva) dos elementos que possam auxiliar a organização na identificação de seus aspectos ambientais.

O processo pode ser dividido em etapas:

Etapa 1: definição doscritérios que serão adotados para avaliar os aspectos e impactos ambientais. Eles devem ser ordenados de acordo com seu grau de significância. Lembrando que os critérios de avaliação dos aspectos e impactos ambientais, em geral, ainda são muito subjetivos. Sendo assim, a empresa deve focar em identificar as condições anormais e as situações de emergência, determinando quais aspectos podem causar um impacto significativo no meio ambiente.

Etapa 2: identificação dos aspectos e impactos das atividades, produtos e serviços da empresa. O ideal é montar um mapa de fluxogramas dos processos e determinar a entrada e saída de cada item.

Etapa 3: avaliação dos aspectos e impactos ambientais identificados na etapa 2, juntamente à lista de critérios da etapa 1. Com isto, monta-se um registro documentado das avaliações.

Etapa 4: priorização dosaspectos e impactos ambientais avaliados na etapa 3. Em seguida, deve-se elaborar um relatório de avaliação indicando os aspectos ambientais prioritários. Este último passo gera um relatório de avaliação ambiental final, no qual constarão dados sobre a área de atuação da empresa, suas atividades, processos de produção, impactos e, principalmente, medidas de controle. Este documento é aquele que será devidamente aprovado pela alta administração.

O que deve ser considerado ao fazer o levantamento do risco ambiental?

Aspectos:

• Identificação dos aspectos;

• Frequência com que ocorrem ou possibilidade de ocorrerem;

• Riscos e oportunidades gerados por eles, sendo que os riscos devem conter uma análise individual de gravidade;

• Perspectiva de ciclo de vida desses aspectos.

Impactos:

• Identificação dos impactos, bem como abrangência e gravidade de cada um;

• Avaliação da significância dos impactos;

• Avaliação dos controles operacionais a fim de evitar novas ocorrências.

O que considerar durante o levantamento de aspecto e impacto?

As medidas são:

• Gerenciamento dos aspectos e impactos;

• Implementação de controles operacionais;

• Prevenção e diminuição de poluição, geração, emissão ou descarga de qualquer tipo de poluente ou rejeito;

• Visualização de melhorias, tais como: alterações nos processos, produtos ou serviços, uso eficiente de recursos e materiais, substituição de energia, reutilização, recuperação, reciclagem, tratamento;

• Separação do maior número possível de impactos ambientais gerados — sejam eles reais, potenciais, benéficos ou adversos — decorrentes de cada aspecto identificado, sempre determinando se serão significativos.

Porque as empresas devem monitorar seus riscos correlacionados à legislação?

Se a sua empresa deseja obter a certificação da norma ISO, seja qual for, é imprescindível gerenciar todos os seus riscos.

E mesmo se esse não for seu objetivo, a gestão de riscos permite mudar a mentalidade da empresa, trabalhando sempre com foco na prevenção. Afinal, é muito melhor – e mais barato – prevenir do que remediar.

Módulo GAIA: gerencia, analisa e controla os riscos

Durante o levantamento de aspectos e impactos ambientais é necessário identificar se o cliente tem ou não o controle sobre os riscos do processo analisado. Caso a resposta seja negativa, que o cliente não tem o controle sobre os riscos, é necessário a criação de uma ação para obter o controle operacional. O sistema vem justamente para auxiliar o cliente a correlacionar isso. Ou seja, através do Módulo GAIA o cliente consegue cadastrar e vincular todos os controles operacionais relacionados aos aspectos ambientais.

Exemplo prático de gerenciamento de análise de risco e controle operacional

Por exemplo, no sistema de consumo de água, o cliente através do controle operacional consegue verificar os índices de reutilização da água, diminuindo o consumo, inclusive medindo a eficiência desses índices.

O sistema possui um campo chamado “nível de mitigação” que permite ao cliente avaliar o quanto seu controle é efetivo, apontando os procedimentos que podem ser melhorados. Chamamos esse índice de “cálculo de risco residual”.

O sistema faz 2 avaliações na hora de identificar se um aspecto é significativo: uma avaliação de risco sem o controle operacional, e outra avaliação de risco considerando o controle operacional. Com base nesse resultado, é que é definido um conjunto de ações. Esse conjunto de ações possibilita ao cliente um controle maior das despesas operacionais, gerando economia e prevenção.

O Módulo GAIA segue as exigências da norma ISO 14001? Ele facilita o processo de obtenção dessa certificação?

A certificação ISO 14001:2015 possui uma abordagem sistêmica que permite que sua empresa atinja o sucesso sustentável a longo prazo, ajudando a reduzir o impacto ambiental e a ampliar os seus negócios. Esta norma é baseada no ciclo PDCA do inglês “plan-do-check-act” (planejar, fazer, checar e agir) e utiliza terminologia e linguagem de gestão conhecida, apresentando uma série de benefícios e vantagens para a sua empresa.

O Módulo GAIA foi desenvolvido para atender a todas as exigências desta norma ISO, seguindo toda a metodologia definida por ela. Portanto, se você estiver pensando em obter esta certificação, ou quer mantê-la, o Módulo GAIA é o que existe de mais completo no mercado hoje para ajudar sua organização com essa conquista. 

Com o Módulo GAIA, é possível gerenciar as ações, processos e atividades?

É possível sim. Através da criação de ações para todos as áreas, processos, atividades, aspectos e impactos que o cliente desejar. Através do gerenciamento de ações, é possível ter uma visão geral de todas as ações que estão em aberto.

O Módulo GAIA permite que você conheça quais procedimentos ainda precisam ser concluídos, e quem são os responsáveis por isso, além de demonstrar qual o custo desse procedimento. Esse controle permite que você tenha um acompanhamento completo da empresa.

Por que eu deveria usar o Módulo GAIA e não uma planilha?

Pela praticidade, segurança e confiança que apenas um software online de gestão pode propiciar ao gestor. O controle manual, ou seja, em planilhas não traz a segurança que softwares proporcionam para salvar as informações e dados da sua empresa.

Além disso, o controle por planilhar permite gerar relatórios em tempo real que permitam ao gestor um melhor controle dos procedimentos que estão sendo efetuados para assim tomar decisões assertivas. Se você precisa tomar uma decisão importante, como fará sem ter todas as informações em mãos?

Por que o Módulo GAIA é uma ferramenta importante na minha gestão?

O Módulo GAIA é um sistema para o gerenciamento de todos os aspectos e impactos ambientais significativos de sua atividade, o qual atesta a eficácia dos controles e auxilia na análise dos riscos mais relevantes para seu negócio, além de ajudar a vislumbrar oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos.

Quais informações podem ser geradas pelo sistema?

Com todas as informações pertinentes inseridas, o software é capaz de responder a perguntas essenciais para seu negócio poder crescer de forma sustentável, tais como:

  • Quais são os aspectos/impactos significativos em minha atividade?
  • Meus controles estão sendo eficazes?
  • Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?
  • Há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos?

Quais benefícios que o Módulo GAIA traz para a minha organização?

Os benefícios para uma organização ao usar o Módulo GAIA são:

  • O cálculo automático pelo sistema. Uma vez cadastrado, o cliente apenas irá precisar avaliar o aspecto dele, pois a significância será automática.
  • A diversidade de relatórios que podem ser gerados, buscando trazer resultados de acordo com a necessidade do cliente.
  • A automatização da correlação com a legislação aplicada.
  • A opção de configurar a planilha, permitindo ao cliente alterar e ordenar as colunas.
  • E a facilidade de encontrar as informações desejadas nessa planilha, que vai trazer de forma clara e detalhada os dados solicitados.

Quais os diferenciais do Módulo GAIA?

Só o Módulo GAIA assegura a identificação dos riscos e oportunidades, e determina a gravidade, a frequência, a probabilidade, a incidência, o nível de controle e o risco residual de todos os aspectos e impactos ambientais, evitando a ocorrência de acidentes e garantindo à gestão ambiental o máximo de precisão.

Quantos usuário podem ser cadastrados no Módulo GAIA?

O cadastro de usuários é ilimitado e pode ser feito por área, processo, atividade ou departamento, definindo responsabilidades diretas dentro do sistema de gestão e dando a cada um apenas as permissões necessárias que definem quais ações que eles podem realizar no sistema, tais como: acessos, visualização, alteração, exclusão ou inserção de dados ou revisão, ou inclusão e exclusão de determinados requisitos. Também é possível cadastrar “observadores”, que acompanham as ações definidas no plano de ação, recebendo inclusive alertas por e-mail.

Esse cadastro ilimitado só é possível porque com o SOGI o cliente só paga o valor da licença para utilizá-lo, e não o usuário cadastrado. Ou seja, se você tem uma empresa de 05 pessoas ou de 10 mil pessoas, você poderá cadastrar todas elas ou apenas selecionar algumas, sem pagar nada a mais por isso. É você quem define a quantidade de usuários de acordo com as suas necessidades.

O Módulo GAIA garante que meus dados e minhas informações estão seguras?

Para a Verde Ghaia a segurança dos dados e das informações de seus clientes é prioridade. Por isso, tudo é armazenado em nuvem, de forma a assegurar que todos os seus dados e suas informações estarão seguras e que o acesso a elas será somente da organização e de seus usuários cadastrados. 

É preciso instalar algum programa? Como eu utilizo o Módulo GAIA do SOGI?

É muito simples e fácil de usar! Não é necessário instalar nenhum programa. O acesso é online, 24 horas por dia, 7 dias por semana, do lugar de onde você estiver.

E se ao utilizar o Módulo GAIA eu tiver alguma dúvida?

Se alguma dúvida surgir em qualquer momento, não se preocupe! A Verde Ghaia fornece a você todo o suporte técnico e jurídico necessário através de uma equipe especializada de consultores. Tudo para garantir a eficácia e eficiência do seu sistema de gestão!

Agende uma apresentação do Módulo GAIA para conhecer as suas funcionalidades na prática! É grátis e sem compromisso.

Fale conosco!

Gestão dos aspectos e impactos ambientais e seus benefícios – Parte II

Na parte 01 deste artigo, explicamos o que são os Aspectos e Impactos Ambientais e o processo de Levantamento desses aspectos. Agora, vamos falar sobre sua gestão e seus benefícios.

A gestão dos aspectos e impactos ambientais é feita com base no processo do LAIA. E essa gestão é de extrema importância para uma organização porque ela tem a função de amenizar o impacto ambiental negativo e, se possível, criar o impacto ambiental positivo.

As etapas do processo do LAIA

O processo do LAIA segue as seguintes etapas:

Planejamento: a primeira etapa deve ser o planejamento estratégico decidindo o que será avaliado primeiro. Aqui busca-se também responder “quem vai participar?”, “todos os colaboradores envolvidos são capacitados?”. Neste momento, é muito importante que a empresa seja dividida por áreas para que seja analisado detalhadamente cada uma delas.

Identificação: aqui são mapeadas todas as atividades desenvolvidas na empresa que tenha alguma relação com o meio ambiente. Mas são todas mesmo, para que nada possa passar despercebido.

Se uma atividade não for identificada já vai ser demonstrado que a organização não tem controle dos aspectos ambientais associados a ela. Essa falta de controle pode causar impactos negativos, podendo gerar multas ou não conformidades em auditorias para certificação.

Por isso, o processo do LAIA deve conter dados relacionados à:

  • Identificação das áreas, processos e atividades da empresa;
  • Identificação dos aspectos e impactos ambientais;
  • Frequência ou probabilidade do aspecto ambiental;
  • Abrangência do impacto ambiental;
  • Severidade do impacto ambiental;
  • Classe do impacto ambiental; e
  • Identificação dos aspectos ambientais significativos.

Importante também destacar que o monitoramento das atividades de uma organização deve acontecer desde o planejamento até a execução e produção final.

Avaliação: gestão de controle e melhoria

Após identificar as atividades, os dados precisam ser catalogados e separados. Então, nesta etapa é feita uma análise para avaliar a significância que elas possuem para a empresa. Geralmente é utilizada uma metodologia chamada Failure Mode and Effects Analysis (FMEA), conhecida como Análise do Tipo e Efeito de Falha. Ela reduz as chances de potenciais falhas, apura os riscos potenciais, aumenta a confiabilidade de processos e da qualidade dos procedimentos de gestão e controle, apontando ações de melhoria. As atividades são avaliadas considerando:

  • O operacional;
  • A responsabilidade de execução;
  • A natureza do impacto ambiental;

A relevância, que são considerados a abrangência da atividade, seu potencial dano e a probabilidade de ocorrer um impacto ambiental; e

Os requisitos legais, ou seja, se um aspecto se relaciona com alguma legislação que precisa ser atendida. Nesse caso, quando há legislação, o aspecto ambiental passa a ser considerado crítico.

Controles Operacionais para evitar os impactos

Depois de identificar todas as atividades desempenhadas pela empresa, seus aspectos e impactos ambientais e qual o grau de criticidade e importância de cada um para a organização, chega-se na etapa de identificar os controles operacionais para evitar os impactos ambientais.

Por fim, elabora-se um relatório final em que conste todo o levantamento dos aspectos e impactos ambientais que as atividades desempenhadas pela empresa possam gerar, de forma a conter todas as situações em que as atividades poderão afetar, positiva e negativamente, o meio ambiente. Nele também deve haver recomendações de ações para tratar cada aspecto e cada impacto ambiental da organização.

Quando seguimos as orientações da norma ISO 14001, também é feita a identificação e avaliação dos aspectos e impactos ambientais relacionadas com as atividades desempenhadas pela empresa. No entanto, na versão atual da norma, de 2015, é incluído a análise do ciclo de vida, tornando o processo do LAIA muito mais completo ao permitir que a organização trabalhe considerando desde a origem de um processo até o descarte final do produto.

Os benefícios proporcionados pelo LAIA – aspecto e impacto

No caso das empresas que desejam obter a certificação na norma ISO 14001, como o LAIA é um processo obrigatório para a certificação, ele permite a redução de riscos de acidente e penalidades, aumenta a qualidade dos produtos, serviços e processos, economiza no uso de recursos naturais, melhora de forma contínua seu desempenho ambiental e produtividade, capta mais clientes e investidores, melhora a imagem e reputação da organização e, principalmente, preserva o planeta.

Mas vamos supor que você não quer a certificação. Nesse caso, o processo do LAIA também traz inúmeros benefícios para sua organização. Alguns deles são:

  • Faz com que a empresa tenha conhecimento de todos os riscos que suas atividades podem oferecer, e que estabeleça ações que possam minimizá-los e controlá-los;
  • Informa aos gestores e acionistas sobre o possível impacto econômico gerado pelos aspectos e impactos ambientais da empresa, melhorando os processos de tomada de decisões;
  • Proporciona ganhos de qualidade ambiental, uso e consumo mais consciente dos recursos naturais e um desenvolvimento mais sustentável;
  • Promove a educação ambiental, impactando positivamente os colaboradores e também a comunidade em seu entorno;
  • Oferece a certeza de estar atendendo aos requisitos legais aplicáveis às atividades desempenhadas e assim cumprir com as normas e legislações ambientais;
  • Dá subsídios para programas e projetos de melhorias ambientais;
  • Previne danos ambientais, acidentes ocupacionais, penalidades, multas e sanções, bem como danos à imagem e reputação da organização;
  • Fortalece a imagem da empresa junto à comunidade, aos fornecedores, stakeholders, clientes e Poder Público;
  • Permite obter juros mais baixos, menores taxas de seguros, melhores opções de financiamento bancários e governamentais e maior atração de investidores.

Realizar o processo do LAIA permite adotar um sistema de gestão ambiental eficaz, que pode ser considerado um importante investimento capaz de gerar retorno no curto, médio e longo prazo, tanto em termos econômicos quanto sociais e ambientais.

Quem pode realizar o LAIA na minha organização?

O LAIA pode ser feito por funcionários da própria empresa que possuam amplo conhecimento sobre gestão ambiental. Envolvê-los sempre é muito importante, mas é essencial que haja a participação dos gestores e da alta direção também, a fim de que se possa tomar as melhores decisões diante dos resultados obtidos, indicar melhorias de processos e produtos e adotar medidas que valorizam mais o meio ambiente e o uso consciente dos recursos naturais.

Porém, para gerar maior segurança nos resultados e ter um sistema de gestão ambiental eficiente, o ideal é que ele seja executado por uma consultoria especializada com experiência no mercado em que atua. E a Verde Ghaia tem mais de 20 anos de trabalho com consultoria e assessoria em sistemas de gestão, sendo especialista em gestão ambiental.

Entre em contato com nossos consultores para saber mais informações e como começar agora a mesmo a implementar um sistema de gestão de aspectos e impactos ambientais em seu negócio para obter todos os benefícios de ser uma empresa ambiental e socialmente responsável.

Gestão dos aspectos e impactos ambientais – Parte I

PARTE 01 – O que são aspectos e impactos ambientais e o LAIA?

Toda empresa séria, íntegra e comprometida deve conhecer quais são os aspectos e os impactos ambientais que sua atividade pode gerar a fim de controlar e prevenir riscos que possam vir a comprometer o meio ambiente, a sociedade como um todo e o funcionamento da própria organização.

Mas, o que são os aspectos e impactos ambientais, como fazer a gestão deles e quais são os benefícios de realizá-lo em sua organização?

Porque identificar os Aspectos e Impactos Ambientais?

Identificando os aspectos e os impactos ambientais, é possível fazer a sua gestão, que além de evitar prejuízos financeiros, diminui consideravelmente as chances de que a empresa e todos os responsáveis sofram sanções caso esteja em desacordo com a legislação ambiental.

Ficou interessado no assunto? Então continue a leitura deste artigo, feito especialmente para você. Ele está dividido em duas partes. Na primeira, vamos falar sobre os aspectos e impactos ambientais e o que significa o LAIA. Na segunda parte você vai aprender como fazer a gestão dos aspectos e impactos ambientais identificados no LAIA e quais os seus benefícios para a sua empresa.

O que as empresas devem compreender quanto aos impactos ambientais?

Utilizando a própria definição dada pela norma ISO 14001, aspecto ambiental é entendido como “um elemento da atividade, produtos e/ou serviços de uma organização que possa interagir com o meio ambiente. A partir da identificação dos aspectos ambientais de seus produtos, processos e serviços é possível estabelecer um Sistema de Gestão Ambiental (SGA)”.

Desse modo, os aspectos ambientais é todo e qualquer elemento que pode causar alguma modificação no meio ambiente, podendo interagir com a natureza ou alterá-la durante uma atividade ou processo. Por sua vez, um SGA seria um conjunto de políticas, práticas e procedimentos técnicos e administrativos de uma empresa com o objetivo de obter um melhor desempenho ambiental.

Já o impacto ambiental é definido, segundo o Artigo 1º da Resolução n° 001/86 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) como “qualquer forma de matéria ou energia resultante de atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetem: a saúde, segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias e o meio ambiente e a qualidade dos recursos ambientais”.

Isso significa que um impacto ambiental seria uma consequência da interação que gera modificações no meio ambiente, seja ela positiva ou negativa.  E quando são impactos ambientais negativos, as empresas, bem como seus responsáveis, ficam sujeitos a sofrerem penalidades por terem causado crimes ambientais contra à fauna, à flora e/ou à saúde humana.

Por que identificar os aspectos ambientais na sua gestão?

Portanto, ao identificarmos os aspectos ambientais de uma organização, estamos analisando quais são os elementos que podem causar alguma modificação no meio ambiente, causando algum tipo de impacto ambiental, que seria o efeito desses aspectos. Por exemplo, uma empresa que entre suas atividades consta o descarte de resíduos sólidos. Este é um aspecto ambiental.

A partir do momento que esse descarte é feito de forma irregular e causa a contaminação do solo, torna-se um impacto ambiental.

A tragédia de Brumadinho, ocorrida no início de 2019, é um bom exemplo de negligência no sistema de gestão dos aspectos e impactos ambientais de uma organização. A Vale tinha estudos que indicavam quais eram os aspectos ambientais de sua atividade, quais os impactos a eles relacionados e os riscos que corria diante de um acidente. Com certeza existia um levantamento desses aspectos e impactos ambientais. E mesmo assim não foi feito nada que verdadeiramente impedisse o rompimento da barragem.

Seria possível evitar essa tragédia?

Sabemos que sim, desde que fosse levado a sério o Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais (LAIA), porque é ele que permite identificar detalhadamente quais são os aspectos e impactos ambientais a que uma organização está sujeita e assim controlar e prevenir os riscos à saúde humana e ao meio ambiente.

Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais

O processo do LAIA é o diagnóstico dos aspectos e impactos ambientais de uma empresa que visa auxiliar os processos de tomada de decisão, permitindo a construção de planos de ação para minimizar e até evitar riscos ligados ao negócio.

O LAIA subsidia e é uma das etapas mais importantes do Sistema de Gestão Ambiental (SGA), cujas diretrizes para a implementação e operação são fornecidas pela norma ISO 14001.

O processo do LAIA também é um dos requisitos para uma empresa conseguir um licenciamento ambiental, por exemplo.

No caso de desejar pela certificação, o processo do LAIA é obrigatório, pois o conteúdo da norma ISO 14001 dispõe sobre o controle das atividades causadoras de impacto ambiental e determina que as empresas realizem esse levantamento, apontando prioridades e seus níveis de criticidade.

Agora, se uma organização não quer se certificar na norma ISO 14001, ela não necessariamente precisa realizar o LAIA. No entanto, muitas organizações solicitam sua realização para poderem firmar contratos com outras empresas, porque o LAIA acaba por vir gerar uma maior segurança a elas exatamente por ser capaz de identificar os riscos ambientais a que poderia estar sujeita caso fechasse acordo. existindo a noção de responsabilização solidária por danos causados.

Por isso, o processo do LAIA é muito importante mesmo não sendo obrigatório por lei, porque pode vir a evitar multas e sanções legais devido ao descumprimento de leis ambientais, além de desastres que podem chegar ao nível do que ocorreu em Brumadinho.

No próximo artigo, continuaremos sobre o assunto!


Fale conosco!

Através do Módulo GAIA, é possível ter certeza que os controles estão sendo eficazes, analisar quais os riscos mais relevantes para seu negócio e também avaliar se há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos para sua organização.

MÓDULO GAIA do SOGI
Módulo GAIA: Gerencie seus riscos ambientais com o melhor software de Sistema de Gestão.